segunda-feira, 30 de maio de 2011

Concurso Nacional de Pintura Artística: Uma oportunidade para “talentos adormecidos”

É este o objectivo do Concurso Nacional de Pintura Artística, que se realiza nos dias 25 e 26 de Junho. O evento destina-se às faixas etárias dos 8 aos 12 anos, dos 13 aos 20, e acima dos 20 anos de idade. O projecto é da Fundação António Canuto, em parceria com a (Sociedade Cabo-verdiana de Tintas), do CIPI (Centro de Integração Profissional e Internacionalização) e da ONDS (Organização Nacional da Diáspora Solidária), e outros parceiros. A iniciativa tem como finalidade maior criar uma Academia Internacional de Artes, abrangendo a pintura artística, o artesanato, a escultura e a música.
António Lopes Canuto explicou que foi inspirado pela história de vida de José Pereira. "Fez-me pensar no nível de desemprego existente no país, e nos vários "talentos adormecidos", que se tiverem oportunidade poderão desenvolver as suas capacidades, contribuindo não só para a melhoria da sua condição de vida, como também tornando-se numa mais-valia para a Cultura e, consequentemente, para o desenvolvimento do Turismo e da projecção do nosso país no exterior".
O projecto resultou de um interesse de pessoas que abordaram os organizadores do "Concurso de Pintura Artística", que teve lugar no dia 20 de Janeiro de 2011 na cidade da Praia, e em Mindelo. Os vencedores arrecadaram prémios no valor de 320 mil escudos.
Alberto Fortes, de 19 anos, foi um dos vencedores do concurso. O jovem conta que a iniciativa despertou-lhe um novo interesse. "Antes eu desenhava só com lápis. Agora, posso fazer um desenho e pintá-lo", revela.
Frequentando o 12º ano de escolaridade, Alberto conta que quer fazer um curso de designer e multimédia, para trabalhar com o "fascinante mundo gráfico". Apenas chama a atenção para a necessidade das autoridades darem mais oportunidades aos jovens.
Fonte: Expresso das ilhas

0 comentários:

Enviar um comentário