domingo, 3 de julho de 2011

Vai ser criado o centro UNESCO no espaço lusófono

A CPLP e a Fundação para a Ciência e a Tecnologia assinaram este sábado, 02 um memorando com o objetivo de agilizar a criação, no espaço lusófono, de um centro UNESCO para formação em ciências básicas.

O secretário executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Domingos Simões Pereira, e o presidente da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, João Sentieiro, assinaram, em Lisboa, um memorando de entendimento para o estabelecimento de um Centro UNESCO para “formação avançada em ciências básicas” no espaço lusófono.
“Temos tentado aproximar-nos da UNESCO, que nos pretende apoiar na criação de um centro ligado às ciências e aos desenvolvimentos tecnológicos. Este apoio vai permitir facilitar a criação deste centro que nós achamos que é um domínio no qual os nossos estados começam a mostrar muito interesse”, explicou à Lusa Domingos Simões Pereira.
O acordo assinado com Portugal, destacou o secretário executivo da CPLP, é “um passo muito significativo” que vem consubstanciar o objectivo fundamental de cooperar no domínio da Ciência e Tecnologia, conforme expresso nos estatutos da organização lusófona.
De acordo com Simões Pereira, o memorando vai reforçar a capacidade do secretariado da CPLP para tratar deste assunto. “Isto vai permitir que beneficiemos de uma consultoria ou de um trabalho técnico competente na matéria, o que vai ajudar ao secretariado a melhorar o seu nível de interacção com o gabinete da UNESCO”, precisou o responsável.
Em função desse trabalho, acrescentou, o secretariado da CPLP vai “poder não só definir quais os domínios onde a intervenção é prioritária, como também as questões que dizem respeito ao próprio centro”, explicou.
A questão da localização do futuro centro UNESCO “ainda não se coloca porque isso ainda será objecto de uma avaliação”, esclareceu Domingos Simões Pereira.
Fonte: Asemana

0 comentários:

Enviar um comentário