sábado, 28 de janeiro de 2012

Mindelo património cultural nacional



Aprovado pelo Conselho de Ministros, a proposta de lei apresentada pelo Ministro da Cultura declara Mindelo como Património Cultural Nacional
No dia 22 de Janeiro, dia de São Vicente, o padroeiro da ilha do mesmo nome, nas celebrações da festa do Município, o anunciou foi feito para surpresa de muitos, num discurso do Ministro da Cultura no Salão Nobre dos Paços do Concelho.
Mário Lúcio Sousa, presidia à sessão solene com que a Câmara Municipal assinalou mais um aniversário sobre o achamento da ilha, pelo escudeiro português Diogo Afonso.
Essa cerimónia começou por homenagear seis personalidades mindelenses. A título póstumo, as homenagens foram para a cantora Cesária Évora e Hermano Gonçalves (Nenája), ambos da música e recentemente falecidos. Outras quatro figuras ligadas ao Carnaval de São Vicente, mereceram a distinção da Câmara Municipal, como Luísa Morazo, da Escola de Samba Tropical, Dulce Oliveira Lima do grupo Estrela do Mar, Lili Fortes, do grupo Vindos do Oriente e Ana Soares, do Grupo Flores do Mindelo.
O ministro da Cultura saudou os homenageados e recordou com saudade, as figuras de Cise e Nenája.
"São Vicente não pode ser uma ilha adormecida" - realçou o titular da pasta da Cultura, que colocou em destaque os grandes nomes da cultura Mindelense, e os que a ilha adoptou, como Manuel d'Novas, Franck Cavaquim ou Malaquias.
E por considerar a Cultura como um dos maiores expoentes de São Vicente, Mário Lúcio Sousa anunciou que levou uma proposta ao Conselho de Ministros e, por lei, Mindelo passa a ser Património Cultural Nacional "Nós estamos a sentir que há uma pulsação. É preciso consolidar, mas temos boas perspectivas para São Vicente. E porque a Cultura deve ser o pólo fulcral para o desenvolvimento e, para isso, um dos primeiros passos é a classificação do casco histórico da cidade do Mindelo como Património Nacional. E queria dizer-vos que já não é candidato. Levei a proposta ao governo, e Mindelo, por lei, já é Património Nacional Cultural" - declarou o Ministro da Cultura.
De acordo com o governante, o mérito é dos sãovicentinos que souberam cuidar da cidade.
Esse reconhecimento implica a valorização de tudo o que seja património, desde os cidadãos, aos edifícios, tanto antigos como novos, pela história que os envolvem.
Ainda como propostas de Património Cultural, Mário Lúcio Sousa aponta São Filipe no Fogo, Nova Sintra na Brava, o Platô na Praia e Pedra de Lume no Sal. Outras propostas poderão ser trabalhadas, direccionadas para Fontaínhas em Santo Antão e Chã das Cal-deiras no Fogo.
O ministro, na sua mensagem no Dia de São Vicente, aproveitou ainda para anunciar que, ao longo deste ano de 2012, Mindelo terá o Museu da Cidade e a Casa/Museu de Cesária Évora.
O titular da pasta da Cultura tem já em projecto a criação de um gabinete turístico que tratará de criar roteiros para os turistas que passam por São Vicente.

28-1-2012, 12:05:04
Expresso das Ilhas

0 comentários:

Enviar um comentário