quarta-feira, 18 de abril de 2012

Desespero de um diretor

Neste contexto de crise, o insólito comunga com o desespero de alguns responsáveis. O diretor do Museu de Arte Contemporânea "deitou fogo" nas obras da Instituição em protesto as cortes orçamentais no setor da cultura. Esta noticia, vinda da Italia, tem causado algum desconforto, e algumas críticas sobre a postura do Diretor e da situação de crise em que vivemos.
fonte: JN, ed. 17/4/2012

0 comentários:

Enviar um comentário